terça-feira, 2 de outubro de 2007

A-Ha - Analogue


Confesso que nunca fui fã de A-ha. Quando eles estouraram do lado de cá, plena década de 80, eu ainda estava sob os efeitos do Rock Nacional e cultivava aquela implicância adolescente por bandas com grandes arranjos eletrônicos. Baixo, bateria, milhões de teclados, tudo eletrônico. Eu definitivamente não gostava.
Bom, algum tempo passado desde as festinhas de 15 anos, me deparo com o CD Analogue, de 2005. Aí veio aquela nostalgia e a surpresa de ver a banda ainda em atividade, embora completamente esquecida por aqui. Baixei e ouvi. Ouvi uma, duas, três, sei lá quantas vezes mais. O CD é muito bom e totalmente diferente do A-Ha que temos na memória. A introdução fica por conta de Celine, com uma levada dinâmica e muito bem construída. Seguida por Don't Do Me Any Favours onde violão e guitarra assumem o lugar dos infindáveis teclados dos anos oitenta. Vamos pular Cosy Prisions que é meio chatinha e vamos a música que dá nome ao álbum Analogue é a melhor do disco. Não vou comentá-la. Birthright até que lembra as melodias dos 80, é uma baladinha legal. E o disco segue com Holyground, Over The Treetops, Halfway Through The Tour, The Fine Blue Line, Keeper Of The Flame, Make It Soon, White Dwarf, terminando com The Summers Of Our Youth. Todas estas mais intimistas. Tá bom, meio chatinhas mesmo, mas vale ouvir e ver que apesar do frio norueguês os caras estão em forma!

Um comentário:

  1. Esse Cd é bom mesmo ! Acho que a redução da fama fez bem para eles. O Memorial Beach também é muito bom, vale a pena escutar.

    ResponderExcluir

Jenny & the Scallywags - Shaking Heart

   Volta e meia aparece na minha frente um álbum realmente novo de um artista que nunca ouvi falar. De primeira, muitas vezes, não dou m...